Acabamento e desempenho tipicamente esportivos são trunfos do Bravo T-Jet

Acabamento e desempenho tipicamente esportivos são trunfos do Bravo T-Jet Destaque

Um dos primeiros do mercado a utilizar e manter o conceito downsizing, modelo Fiat transmite gostosa sensação de pilotar

Os carros de Fiat nos segmentos médios-superiores tem, historicamente, um tempo de “vida” relativamente curto em linha de produção. A exemplo do Tempra, Tipo, Marea, Brava e Stilo, que ficaram no mercado entre três e nove anos. Todos eles, porém, tiveram presenças marcantes no país, fosse pela “revolução” de design que provocavam, fosse pelo pacote tecnológico que traziam, algo sempre superior aos dos concorrentes diretos no momento.

Hoje, entre os modelos que já não representam grandes volumes de vendas para a marca está o hatch Bravo, no mesmo segmento de destaques como VW Golf, Ford Focus, GM Cruze, Peugeot 308 e Hyundai i30. Mas, sem dúvida, com uma das versões mais “tecnológicas” junto aos produtos da categoria no mercado, o top de linha T-Jet, modelo avaliado pelo AutoGiroWeb.

Criado para ser um verdadeiro esportivo, o T-Jet, com o segundo sobrenome Overbooster, é um daqueles modelos que provoca emoção ao dirigir… Aliás, pilotar!

É que o carro conta com o agora consagrado conceito downsizing, que utiliza motores menores com turbinas, que se comportam como motores maiores, gastam e poluem menos. O Bravo T-Jet é equipado com o 1.4 turbo, que desenvolve 152 cavalos de potência e despeja 23 kgfm de torque. Pra muita gente, esses números e siglas podem não significar muita coisa. Mas é só sentar no carro e acelerar que logo as diferenças vão ser percebidas.

De acordo com os dados da fábrica, o Bravo T-Jet acelera de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos e alcança 206 km/h de velocidade máxima. Logicamente são valores que excedem em muito o bom-senso e os limites da legislação, mas que permitem aos usuários desse tipo de modelo sentir um gostinho de emoção. Perceber a aceleração mais forte no trânsito comum, “afundando” no banco e vendo o trânsito ficar prá trás é de fato uma sensação diferente em relação ao comportamento dos carros que se usa no dia-a-dia.

Na estrada, mesmo numa velocidade mais elevada, se for necessário “forçar” uma ultrapassagem, entra em cena o Overbooster. Acionado por uma tecla no painel, ele eleva a pressão do turbo de 0,9 para 1,3bar e “endurece” o volante, aumentando a “pegada” esportiva do carro. São 2 kgfm de torque a mais, fazendo que o Bravo tenha uma espécie de “sprint” no seu já gostoso comportamento dinâmico. Tudo temperado com o ronco grosso, mas sutil, do sistema de escapamento, que confere um ar esportivo mais apurado à versão.

O consumo, no entanto, é uma questão de escolha do condutor. Se utilizado de forma “comportada”, em um trânsito normal, sem muitos congestionamentos, nossa média ultrapassou os 12km/l durante um bom tempo, por alguns dias. Mas, exigindo a ação da turbina em rotações mais elevadas, constantes trocas de marchas e acelerações mais fortes, esses valores caem rapidamente. Conosco, ficou na casa dos 9,5km/l, ainda razoável ante outras avaliações do modelo.

Para apimentar o aspecto agressivo do Bravo T-Jet, a Fiat optou por equipa-lo com rodas exclusivas de 17 polegadas, pinças de freio dianteiros e traseiros pintadas em vermelho e ponteira de escapamento dupla cromada. No interior, o painel tem textura de fibra de carbono e nas laterais externas, discretos adesivos na base das portas identificam a versão.

Um detalhe porém, “pesa” a favor da concorrência: a caixa de câmbio, mesmo com seis marchas, é do tipo manual, quando o mercado já oferece nos carros do segmento conjuntos mais modernos, automáticos, sequenciais e até com dupla embreagem.

No pacote itens específicos da versão e opcionais, o T-Jet oferece ainda detalhes como o teto solar Skydome, faróis de xênon, sistema de monitoramento da pressão dos pneus e câmera de ré, entre outros.
São ao todo seis kits de acessórios que podem ser agregados à configuração básica. Mas aí, pesa o custo final da versão. Com preço inicial de R$ 82.800,00, o Bravo T-Jet pode chegar a R$ 101.868,00.

FICHA TÉCNICA
Motor: Quatro cilindros em linha, 16v, 1,368cm³, 152cv de potência, dianteiro, transversal, turbo, a gasolina
Transmissão: Manual de seis marchas, tração dianteira
Suspensão: Dianteira do tipo McPherson, traseira eixo de torção
Freios: Dianteiros com discos ventilados, traseiros com discos sólidos
Pneus: 215/45 R17
Dimensões: 4,373m de comprimento, 1,792m de largura, 1,488m de altura, 2,620m de entre-eixos
Tanque: 58l
Peso: 1.435kg
Porta-malas: 378l

Lido 412 vezes Última modificação em Segunda, 23 Novembro 2015 23:32

Tel: (61) 1234 5678 / 1234 5678

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.